Rio Grande do Sul inicia a segunda etapa da vacinação contra a febre aftosa


Começou a  segunda etapa da vacinação contra a febre aftosa no Rio Grande do Sul. Até o dia 30 de novembro, a meta da Secretaria da Agricultura é vacinar pelo menos 90% dos bovinos de até 24 meses - animais que devem receber a segunda dose da imunização. 

Para que nada dê errado, os produtores devem seguir as orientações da veterinária da Inspetoria de Defesa Agropecuária de Três de Maio, Tiana Oliveira:

"O produtor deve adquirir as vacinas nas agropecuárias credenciadas. As doses devem ser conservadas entre 2 ºC e 8 ºC. A aplicação não deve ultrapassar cinco dias da data de aquisição. Por último, é obrigatório comprovar a vacinação do rebanho na inspetoria veterinária, com nota fiscal, e declarar o número de animais imunizados.

O produtor que não imunizar o rebanho está sujeito a multa, que aqui no Rio Grande do Sul é de 60 UPF (Unidade Padrão de Financiamento) mais 1 UPF por animal do rebanho não vacinado. Hoje, a UPF no Rio Grande do Sul custa R$ 17,14. O criador que aplicou a vacina e não fez a declaração ao órgão estadual de defesa agropecuária também pode ser multado

Aplicativo

Para instalar no Android, ative a opção para instalação de aplicativos de fontes desconhecidas.

Os aplicativos são disponibilizados por CICLANOHOST


Facebook


Twitter