Professores decidem trabalhar em turno reduzido e preparam greve a partir do dia 18


Nesta segunda-feira (03-08), os educadores gaúchos cruzaram os braços em protesto ao parcelamento de seus salários, anunciado e concretizado pelo governo na última sexta-feira, dia 31. Conforme dados do CPERS, a mobilização chegou 98% das escolas em todo o Estado.
A medida do governador José Ivo Sartori, de parcelar os vencimentos dos servidores atingiu 62 mil professores. Nesta segunda-feira (03) em Porto Alegre, ocorreu um manifesto em frente ao Centro Administrativo Fernando Ferrari - CAFF, que reuniu cerca de 4 mil servidores públicos estaduais. Em seguida eles seguiram em caminhada até o Palácio Piratini, onde uma comissão dos servidores foi recebida pelo chefe da Casa Civil, Márcio Biolchi.

Na reunião, os dirigentes das entidades que integram a Coordenação Unificada dos Servidores Públicos, composta por mais de 40 representações, frisaram as dificuldades enfrentadas pelo funcionalismo devido ao não pagamento integral dos salários.

Biolchi classificou como justa e compreensível a manifestação dos servidores. "Não tem como deslegitimar a mobilização de vocês. Isso evidencia o efeito do Estado não conseguir pagar os salários. Vou levar suas considerações ao governador e tentar agendar para os próximos dias uma reunião entre vocês. Além disso, tentarei conversar com o Banrisul e ver o que é possível fazer", afirmou.
Até o final desta semana, o governo deve enviar à Assembleia Legislativa o "ajuste fiscal fase 3", que deve propor aumento de impostos e reestruturação de carreiras públicas.

Períodos reduzidos até o dia 17

O CPERS orienta a todas as escolas para, a partir desta terça-feira, dia 04, até o dia 17, realizarem períodos reduzidos diariamente. Nesses períodos, devem ser realizadas aulas de cidadania, nas quais a comunidade escolar deve ser informada sobre os motivos pelos quais os professores estão mobilizados, parcelamento de salários e demais retiradas de direitos pelo governo, e os caminhos apontados pelos servidores para combater a crise.
No próximo dia 18, às 10 horas, na Casa do Gaúcho, em Porto Alegre, o CPERS realizará sua Assembleia para deliberar sobre a decisão de uma possível greve unificada com os demais servidores. À tarde, a partir das 14h, os servidores públicos estaduais realizarão a Assembleia Unificada, no Largo Glênio Peres para definir sobre a greve do funcionalismo.
 
Fonte: No Ar Notícias
Postado por Lucas Mumbach

Aplicativo

Para instalar no Android, ative a opção para instalação de aplicativos de fontes desconhecidas.

Os aplicativos são disponibilizados por CICLANOHOST


Facebook


Twitter