Brigada Militar promoveu workshop sobre ações de fronteira em Santa Rosa


Workshop sobre ações de Polícia Ostensiva de Segurança Pública da Faixa de Fronteira, promovido pela Brigada Militar, dentro das comemorações dos 180 anos da corporação se encerrou nesta quarta-feira (30). O evento, ocorrido em Santa Rosa, na Fronteira Noroeste do estado, contou com representantes da Polícia Nacional do Uruguai, Polícia de Corrientes, Polícia de Misiones e Gendarmeria da Argentina, Polícia Nacional do Paraguai e da Polícia Militar do Paraná (PMPR).

Durante dois dias foram tratadas estratégias institucionais desenvolvidas no enfrentamento da criminalidade nas áreas de fronteira, suas dificuldades, as boas práticas e os resultados obtidos pelos três países do Mercosul, além dos estados do Paraná e Rio Grande do Sul. Foram palestrantes o chefe da Inteligência da Policía de Corrientes, Argentina, Xavier Toledo; comissário inspetor Claudio Lüdtke e comissário Agustín Lagardo, Policía de Misiones, Argentina; comandante maior Jorge Roberto Silva, da Gendarmeria Nacional Argentina; comissário principal Marcos Aquino e segundo comissário Ramon Del Vale, Polícia Nacional do Paraguai; major Andre Cristiano Dorecki, da Policia Militar do Paraná; chefe de Gabinete do Comando-Geral da BM, tenente-coronel Marcus Vinicius Gonçalves Oliveira, além do prefeito de Entre Ijuís, Brasil Sartori. 

Os debates foram coordenados pelo comandante regional da Fronteira Oeste, coronel Kleber Goulart. A atividade é um modelo de interação entre as polícias, órgãos de estado, órgãos federais e do Uruguai, Paraguai, Argentina, Santa Catarina e Paraná. A partir da integração dos serviços de inteligência, o objetivo é integrar ações nas áreas de fronteira e estabelecer protocolos, aumentando o grau de efetividade das polícias.

Segundo o comandante-geral da Brigada Militar, coronel Andreis Silvio Dal'Lago, são 1.470 quilômetros de fronteira com um descontrole total em questão de fiscalização. "Temos hoje indicadores de criminalidade violenta na Região Metropolitana de Porto Alegre e que vem aumentando de forma absurda nos últimos anos. Praticamente 80% desses crimes têm origem nas drogas e armas que vêm da região da fronteira. E é desta forma que entram as drogas e as armas que acabam vindo parar na RMPA". 

De acordo com Dal'Lago, a BM tem apreendido grande quantidade de armas de uso restrito, além das drogas, e essas armas estão vindo da região da fronteira. "Delinquentes brasileiros vão para a fronteira, buscar ou levar drogas e armas. Os homicídios estão acontecendo com essas armas de fogo e tendo como motivação as drogas", explicou.

Para o comandante da BM a palavra chave para combater esses crimes é integração. "Entendemos que é fundamental unirmos as forças entre as polícias ostensivas da área de fronteira, dos países hermanos, para que possamos multiplicar o grau de efetividade de cada instituição em um verdadeiro combate a esses delitos. Portanto, integrarmos ações na fronteira com os policiais da Argentina, Paraguai e Uruguai, além dos irmãos de Santa Catarina e Paraná, é extremamente relevante para termos mais eficácia no combate ao tráfico de drogas e armas  para então diminuirmos os indicadores de homicídios, latrocínios, roubos e outros no nosso estado", finalizou.
 
Homenagem
 
Os 180 anos de criação da Brigada Militar foram citados na Sessão Especial que a Câmara de Vereadores de Santa Rosa na noite de segunda-feira (28). Com a presença do comandante-geral, coronel Andreis Silvio Dal'Lago, e demais integrantes do comando da BM gaúcha e efetivo regional, o Legislativo santa-rosense entregou uma Menção Honrosa à Instituição, como reconhecimento ao relevante serviço prestado à segurança pública do Rio Grande do Sul. A indicação da homenagem, aprovada por unanimidade, foi do vereador Paulo Roberto dos Santos, presidente da Câmara.
 
Ainda em Santa Rosa o comandante e o subcomandante da BM, coronel Mario Yukio Ikeda, visitaram o prefeito Alcides Vicini ocasião em que foram notificados do decreto que os tornaram hóspedes oficiais do município de Santa Rosa.

Texto: Clelia Admar/ Ascm BM

Aplicativo

Para instalar no Android, ative a opção para instalação de aplicativos de fontes desconhecidas.

Os aplicativos são disponibilizados por CICLANOHOST


Facebook


Twitter