Previsão da RGE e RGE Sul é de que junho concentre semanas de chuvas intensas


O Centro de Operações Integrado (COI) da Rio Grande Energia (RGE) está em alerta e com um planejamento de ações emergenciais caso a previsão do tempo para o mês de junho se confirme. De acordo com o estudo climático mensal realizado por um instituto privado, a pedido da distribuidora do Grupo CPFL Energia, o sexto mês do ano deverá ter dois longos períodos chuvosos que atingirão a área de concessão da RGE e da RGE Sul no Estado.   
 
O estudo aponta que mesmo com a temperatura do Oceano Pacífico acima da média, o cenário ainda é de neutralidade. No Atlântico Sul, a temperatura está mais quente, especialmente entre o litoral Norte da Argentina e o litoral de São Paulo. Um pouco mais para o meio do oceano, entretanto, as águas estão mais frias e favorecem o deslocamento de massas de ar frias nas próximas semana.
 
De acordo com os modelos oceânicos, a probabilidade para os próximos meses é da manutenção de um cenário de neutralidade, o que poderá provocar, pelos próximos dois meses, um volume acentuado de chuva.
 

Segundo o monitoramento da RGE, os dias que deverão ter os maiores volumes de chuva com raios neste mês de junho são os dias 4, 5, 8, 20 e 24.

Dias chuvosos serão 1, 6, 7, 17, 21, 22, 23 e 25.

Dias seco ou pouca chuva serão nos dias 2, 3, 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15, 16, 18, 19, 26, 27, 28, 29 e 30 de junho.

Aplicativo

Para instalar no Android, ative a opção para instalação de aplicativos de fontes desconhecidas.

Os aplicativos são disponibilizados por CICLANOHOST


Facebook


Twitter