Reaplicação do Enem 2016 vai custar R$ 10,5 milhões


A reaplicação das provas do Enem deste ano para os alunos que não fizeram a prova em novembro vai custar cerca de dez milhões e 500 mil reais. Os cálculos, feitos pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, o Inep, incluem gastos com impressão, aplicação, correção e distribuição das provas e materiais administrativos da segunda aplicação. A nova prova vai ser aplicada nos dias 3 e 4 de dezembro.

O Ministério da Educação decidiu adiar a prova para mais de 270 mil alunos, por causa das ocupações de escolas de educação básica e instituições de ensino superior em vários estados brasileiros. Isso significa que a realização do exame ficou inviabilizada para cerca de três por cento dos participantes inscritos. De acordo com o Inep, as mobilizações dos estudantes poderiam comprometer a segurança necessária aos participantes e à prova em si. Na próxima terça-feira, dia 22, o Inep vai divulgar os novos locais de prova e o número final de inscritos habilitados a fazer o Enem em dezembro.

Aplicativo

Para instalar no Android, ative a opção para instalação de aplicativos de fontes desconhecidas.

Os aplicativos são disponibilizados por CICLANOHOST


Facebook


Twitter