Setembro tem o segundo maior percentual de cheques devolvidos dos últimos 25 anos, revela Serasa Experian


Setembro teve o segundo maior índice de cheques devolvidos por insuficiência de fundo para o nono mês do ano dos últimos 25 anos, com 2,19% de devoluções do total de emissões. Os números são do Indicador Serasa Experian de Cheques Sem Fundos, realizado pela Serasa desde 1991. Foram 1.050.504 cheques devolvidos e 48.023.107 compensados. No mês anterior, agosto, registrou-se 2,18% de devoluções, com 1.101.093 cheques que voltaram e 50.602.130 compensados.
Os índices apurados no último mês de setembro são menores apenas que os registrados em setembro/2015, que teve 2,21% de devoluções, com 1.212.994 cheques devolvidos e 54.843.905 compensados.
No acumulado do ano, o percentual é recorde: 2,34% de devoluções por falta de fundos entre janeiro e setembro de 2016, maior que todos os percentuais registrados nos primeiros nove meses do ano desde o início da série histórica.
Segundo os economistas da Serasa Experian, a inadimplência com cheques ainda permanece em patamar elevado por causa dos impactos do desemprego e da inflação sobre o poder de compra dos consumidores.
Na Região Sul, a devolução de cheques em setembro/16 foi de 1,88% do total de cheques compensados, maior que a devolução de 1,84% registrada em agosto/16. Em setembro/15, a devolução de cheques pela segunda vez por falta de fundos na Região Sul havia sido de 2,05% do total de cheques compensados.
No Paraná, a devolução de cheques em setembro /16 foi de 1,82% do total de cheques compensados, maior que a devolução de 1,76% registrada em agosto/16. Em setembro /15, a devolução de cheques pela segunda vez por falta de fundos no Paraná havia sido de 1,95% do total de cheques compensados.
No Rio Grande do Sul, a devolução de cheques em setembro/16 foi de 1,97% do total de cheques compensados, maior que a devolução de 1,93% registrada em agosto/16. Em setembro/15, a devolução de cheques pela segunda vez por falta de fundos no Rio Grande do Sul havia sido de 2,16% do total de cheques compensados.
Em Santa Catarina, a devolução de cheques em setembro /16 foi de 1,86% do total de cheques compensados, maior que a devolução de 1,87% registrada em agosto/16. Em setembro /15, a devolução de cheques pela segunda vez por falta de fundos em Santa Catarina havia sido de 2,07% do total de cheques compensados.

Aplicativo

Para instalar no Android, ative a opção para instalação de aplicativos de fontes desconhecidas.

Os aplicativos são disponibilizados por CICLANOHOST


Facebook


Twitter