Ex-ministro Antonio Palocci é preso na 35 fase da Lava Jato


O ex-ministro Antonio Palocci foi preso na manhã desta segunda-feira (26), em São Paulo, durante a 35ª fase da Operação Lava Jato. De acordo com a Polícia Federal (PF), há indícios de que Palocci teria atuado de forma direta a propiciar vantagens econômicas ao Grupo Odebrecht nas mais diversas áreas de contratação com o poder público.
 
Ao todo, foram expedidos 45 mandados judiciais nesta fase da operação, chamada de Omertà. Foram 27 de busca e apreensão, três de prisão temporária e 15 de condução coercitiva, quando a pessoa é levada para prestar depoimento. As ações estão acontecendo em São Paulo, no Rio de Janeiro, no Espírito Santo, na Bahia, no Mato Grosso, no Mato Grosso do Sul e no Distrito Federal.
 
Antonio Palocci foi ministro da Casa Civil no governo Dilma Rousseff e ministro da Fazenda no governo Lula. Ele foi detido em seu apartamento e vai ser levado ainda hoje para a sede da Polícia Federal em Curitiba. Os policiais também cumprem mandados na casa e no escritório do ex-ministro.
 
Outros duas pessoas ligadas a Palocci também foram presas: o ex-secretário da Casa Civil Juscelino Antônio Dourado e os ex-assessor da Casa Civil Branislav Kontic. Eles também serão levados para Curitiba.
 
A PF apura os crimes de corrupção, associação criminosa e lavagem de dinheiro.

Aplicativo

Para instalar no Android, ative a opção para instalação de aplicativos de fontes desconhecidas.

Os aplicativos são disponibilizados por CICLANOHOST


Facebook


Twitter