Professores estaduais de pelo menos 11 escolas, que pertencem a área do 35º Núcleo do Cpers, que tem sede em Três de Maio, aderiram a greve da categoria


Professores estaduais de pelo menos 11 escolas, que pertencem a área do 35º Núcleo do Cpers, que tem sede em Três de Maio, aderiram a greve da categoria.
 
Em Três de Maio no perímetro urbano, estão em greve os professores dos colégios: Cardeal Pacelli, Glória Veronese(CIEP) e Castelo Branco. Os professores do colégio São Francisco devem retornar a paralisação na próxima segunda-feira(30). No interior do município estão em greve os educadores das escolas Senador Alberto Pasqualini do Distrito de Consolata, Frederico Lenz de Manchinha, Princesa Isabel de Quaraim. Na escola Beno Meurer de Progresso a paralisação é parcial.
 
Em Independência aderiram a greve os professores da escola Amélio Fagundes no perímetro urbanos e Duque de Caxias, da localidade interiorana de São Miguel.
Em Boa Vista do Buricá, estão com a atividades paralisadas os professores das escolar Barão do Rio Branco na cidade e Santo Humberto, da localidade interiorana de Linha Caçador.
 
Os professores da rede estadual dos municípios de Horizontina, Alegria, São José é do Inhacorá, São Martinho, Doutor Mauricio Cardoso e Nova Candelária, não aderiram a greve.
 
O secretário Estadual da Educação Vieira da Cunha revelou a comissão de greve na última segunda-feira (23) que o Estado não tem condições de atender as reivindicações de reajuste salarial para os professores, pois frisou que nem sequer a atual folha está sendo paga em dia. Uma nova reunião foi marcada para o próximo dia 31.

Aplicativo

Para instalar no Android, ative a opção para instalação de aplicativos de fontes desconhecidas.

Os aplicativos são disponibilizados por CICLANOHOST


Facebook


Twitter