Petroleiros decidem entrar em greve a partir de quarta-feira


 Federação Única dos Petroleiros indicou que iniciará uma greve por 72 horas a partir das meia-noite da próxima quarta-feira. O objetivo da manifestação é reduzir os preços do gás de cozinha e dos combustíveis. Os trabalhadores também pedem a saída imediata do presidente da Petrobras, Pedro Parente, a quem atribuem, "com aval do governo Michel Temer", ter mergulhado o país "numa crise sem precedentes".

Conforme o sindicato, as manifestações já se iniciarão neste domingo, quando os petroleiros farão novos atrasos e cortes de rendição em refinarias e fábricas de fertilizantes que estão em processo de venda: a Refap, em Canoas, além de Rlam (BA), Abreu e Lima (PE), Repar (PR), Araucária Nitrogenados (PR) e Fafen Bahia.

Atos também foram programados para segunda-feira em todo o sistema Petrobras, "denunciando os interesses que estão por trás da política de preços de combustíveis, feita sob encomenda para atender ao mercado e às importadoras de derivados".

Trabalhadores da Refap iniciaram uma paralisação na manhã deste sábado. Uma reunião neste domingo definirá os rumos do movimento em Canoas.

Fonte: Sentinela 24H

Aplicativo

Para instalar no Android, ative a opção para instalação de aplicativos de fontes desconhecidas.

Os aplicativos são disponibilizados por CICLANOHOST


Facebook


Twitter