Greve dos professores estaduais seguirá até o dia 11


Os professores da rede pública estadual do Rio Grande do Sul vão seguir em greve até o próximo dia 11, data em que os funcionários receberão o pagamento da segunda parcela dos salários. A decisão foi tomada no início da noite desta quarta-feira (2) durante reunião do Cpers/Sindicato, que representa os professores.

A categoria é uma das mais de 40 do funcionalismo público estadual que realizam uma greve geral em protesto contra o parcelamento de salários adotado pelo governo do Estado. A paralisação começou na última segunda-feira (31), dia em que a medida foi anunciada pelo governador José Ivo Sartori, e está prevista para terminar na quinta-feira (3).

Segundo a presidente do Cpers, Helenir Aguiar Schürer, a continuidade da greve foi definida pelo Conselho do sindicato. No próximo dia 11, ocorrerá uma nova assembleia geral para definir os rumos da mobilização dos professores.

O sindicato estima que 93% das escolas estaduais aderiram à paralisação em todo o estado. A Secretaria Estadual da Educação (Seduc) não divulga números sobre a paralisação. As aulas perdidas no período serão recuperadas em janeiro, em calendário a ser definido, diz Helenir.

Outras categorias também podem prolongar a greve. Segundo a Federação Sindical dos Servidores Públicos no Rio Grande do Sul (Fessergs), que representa vários sindicatos e coordena o movimento de greve unificado, a decisão deve ser tomada nesta quinta-feira (3).


Fonte: G1-RS/Foto: Matheus Schuch
Postado por Lucas Mumbach

Aplicativo

Para instalar no Android, ative a opção para instalação de aplicativos de fontes desconhecidas.

Os aplicativos são disponibilizados por CICLANOHOST


Facebook


Twitter