Estudantes do Reino Unido criaram camisinhas que mudam de cor quando entram em contato com vírus de doenças sexualmente transmissíveis


Os preservativos possuem um indicador embutido que detecta doenças como sífilis e clamídia, mudando de cor de acordo com os micro-organismos presentes. O objetivo dos alunos era tornar mais seguro a identificação de doenças venéreas, sem a necessidade de testes invasivos. A criação deles recebeu o prêmio "TeenTech", dedicado especialmente para adolescentes. O grupo recebeu cerca de R$ 4 mil, além de uma viagem para o Palácio de Buckingham, em Londres.

Aplicativo

Para instalar no Android, ative a opção para instalação de aplicativos de fontes desconhecidas.

Os aplicativos são disponibilizados por CICLANOHOST


Facebook


Twitter