Emater/RS-Ascar realiza levantamento do cenário do leite no Noroeste gaúcho


O atual cenário do leite provoca debate entre extensionistas da Emater/RS-Ascar no Noroeste gaúcho. Chefes de escritórios municipais e assistentes técnicos regionais avaliaram, em encontro realizado nesta sexta-feira (10/07), em Santa Rosa, o levantamento realizado em 45 municípios da região, que indicou a redução no número de produtores de leite e a busca de muitos por qualificação.

Apenas nos 45 municípios de abrangência da Emater/RS-Ascar na região administrativa de Santa Rosa, são produzidos 1, 7 milhão de litros de leite por dia. Segundo o levantamento realizado pela Emater, das 50300 propriedades rurais existentes na região, em torno de 22620 têm produção leiteira.

A maior parte destes produtores, 14800, fornece leite cru para empresas, cooperativas e queijarias. No entanto, com novas regras e estruturação das rotas são quase três mil produtores a menos em relação ao final do ano passado.

Outros 6712 produzem apenas para o consumo familiar, 475 comercializam derivados lácteos de fabricação caseira, 386 comercializam leite cru diretamente para consumidores, 22 possuem agroindústria própria e 155 dão outros destinos à produção de leite, como criação de animais. Cada um dos produtores possui uma área média de 16 hectares, sendo que 14597 são enquadrados como agricultores familiares.

Os produtores com até 50 litros/dia são 3128 famílias na região, que tem recebido atenção especial das instituições, para auxiliar na viabilidade de permanência na atividade; 3070 produtores possuem produção média entre 51 e 100 litros; 2581 entre 101 e 150; 2289 com média de 151 a 200 litros por dia; 1817 com produção entre 201 e 300 litros ao dia; 1223 entre 301 e 500; 659 produtores com produção diária de 501 a 1000 litros; 122 com média entre 1001 e 2500 litros; e quatro produtores com mais de 2500 litros de leite por dia, na região.

Ainda existem 2917 famílias com tamanho reduzido ou inaptidão da propriedade para a atividade. O rebanho total de vacas leiteiras chega a 213251, com volume de produção anual de aproximadamente 678 milhões e 287 mil litros. Destes, mais de 625 milhões são entregues como leite cru para indústrias, cooperativas e queijarias.

Na região, as mais de 22 mil famílias que trabalham de alguma forma com a atividade leiteira contam com a assistência técnica de 100 profissionais da Emater/RS-Ascar, 83 técnicos de prefeituras; 127 técnicos de cooperativas, empresas e indústria; 111 profissionais da iniciativa privada; 44 técnicos da Defesa Agropecuária e 77 profissionais autônomos. Na região, também há aproximadamente 229 inseminadores profissionais.

Segundo o assistente técnico regional da Emater/RS-Ascar, na área de manejo e criação animal, Ivar Kreutz, os produtores que se mantém na atividade leiteira devem atentar-se a alguns cuidados especiais em relação ao mercado e aos custos de produção. Além disso, Kreutz destaca que há um esforço muito importante dos produtores em fornecer alimento de qualidade, adequando-se às regras da Instrução Normativa 62.

Na oportunidade da apresentação destes dados o assistente técnico regional, na área de manejo de recursos naturais, Fernando Dornelles Fagundes, também destacou a importância daqueles que permanecem na atividade se especializarem e se atentar de modo especial ao manejo e conservação de solos em pastagens.

O extensionista de Nova Candelária, Elir Paulo Pasquetti, apresentou dados que comprovam a importância da gestão e do controle de informações em uma propriedade de atividade leiteira.

O debate sobre o atual cenário do setor na região terá espaço especial no Seminário do Leite, que ocorre no dia 31 de julho, em Salvador das Missões. Neste dia, produtores de pelo menos 15 municípios da região de abrangência da Associação Regional de Produtores de Leite das Missões (ARPLE), estarão reunidos para debater o tema na comunidade de Vila Catarina. Na programação, palestras sobre manejadores de pasto e vacas, gestão e sistemas de pastagem e árvores.

Fonte: A. Imprensa Emater -Regional Santa Rosa
Postado por: Lucas Mumbach

Aplicativo

Para instalar no Android, ative a opção para instalação de aplicativos de fontes desconhecidas.

Os aplicativos são disponibilizados por CICLANOHOST


Facebook


Twitter