IGP inaugura Sala Lilás de Santa Rosa


O Instituto Geral de Perícias (IGP-RS), juntamente com o Departamento Médico Legal e equipe do Centro de Referência no Atendimento Infanto-Juvenil (CRAI) participa, nesta terça-feira (27), de extensa programação alusiva ao Mês da Mulher. Às 18h, no Posto Médico-Legal, na Rua São Luís, 2201, em Santa Rosa, será inaugurada a Sala Lilás, espaço para acolhimento a mulheres vítimas de violência. A partir das 14h, no Centro Cívico Cultural Antonio Carlos Borges, peritos do IGP integram um painel sobre os impactos da violência sexual e doméstica.

A equipe do IGP, DML e CRAI, nos eventos em Santa Rosa,  tem a participação da perita criminal Marilia Costa Ribas, diretora do Departamento de Perícias do Interior (DPI) e representa a direção-geral do IGP/RS. A perita médico-legista Angelita Maria Ferreira Machado Rios, coordena as atividades do CRAI e responde pelo Projeto Lilás e pelas unidades de acolhida aos chamados grupos vulneráveis (crianças, adolescentes, jovens e mulheres). As palestras da tarde serão proferidas pelos peritos médicos legistas Thiago Duarte e Rubilar Martins de Souza, além das peritas criminais Maria Cristina Frank e Luiziana Schaefer (psicóloga). 

Esforço conjunto 

O prédio tem 80m² e foram investidos R$ 228.928,99 na Sala Lilás de Santa Rosa, que será inaugurada no fim da tarde desta terça-feira. A iniciativa conta com o apoio da secretária Maria Helena Sartori, da Secretaria de Obras, Saneamento e Habitação, do Gabinete do Vice-Prefeito, dos Conselhos Comunitários Pró-Segurança Pública (Consepros), do Ministério Público do Trabalho e do Poder Judiciário pela Comarca de Giruá, município a 25km de Santa Rosa. 

O vice-prefeito e superintendente-geral de Governança de Santa Rosa, Luis Antonio Benvegnú, esteve em Porto Alegre na primeira semana deste mês e foi recebido pela perita Angelita Rios e conheceu a Sala Lilás na sede do Departamento Médico Legal e as instalações do CRAI, no Hospital Materno-Infantil Presidente Vargas. Segundo Benvegnú, a "Sala Lilás do IGP é um reforço importante na área dos Direitos Humanos, para poder acolher com melhores condições as mulheres de Santa Rosa e região, que estejam em situação de vulnerabilidade". 



Texto: Norberto Peres/ Ascom IGP
Edição: Lea Aragon/ Secom 

Aplicativo

Para instalar no Android, ative a opção para instalação de aplicativos de fontes desconhecidas.

Os aplicativos são disponibilizados por CICLANOHOST


Facebook


Twitter