Inaugurada agroindústria em Santa Rosa


Foi inaugurada oficialmente nesta terça-feira (20/02) a agroindústria de mandioca e panificados Forster, na localidade de Lajeado Figueira, interior de Santa Rosa. Foi realizada a entrega do certificado de inclusão no Programa Estadual de Agroindústria Familiar (PEAF), coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR) e executado pela Emater/RS-Ascar. Com isso, já são 13 agroindústrias de Santa Rosa inclusas no programa, além de outros quatro empreendimentos em processo de inclusão.  

Para a família Foster o início das atividades da agroindústria significa maior renda e mais perspectivas para o futuro. "Nossa intenção é trabalhar de forma legal, fazer o que é certo e retomar e ampliar mercados. Acredito que estamos no caminho", destacou o agricultor José Ramiro Forster. Já a produtora Roseli Forster reiterou que a conquista é resultado de muito esforço e trabalho conjunto, sendo que os dois filhos André Galiano, de 20 anos, e Joice de Fátima, retornaram à propriedade para auxiliar nas atividades. O casal também tem outro filho que vive na propriedade, Tonico Ramiro, de quatro anos. "Eu voltei depois de uma temporada de trabalho em restaurante e com costura, pois senti muita falta de pôr a mão na terra e fazer o que realmente gosto, que é trabalhar no interior. Estou fazendo cursos para melhorar a produção e já aprendi muita coisa nova", comenta Joice.

O médico veterinário da Emater/RS-Ascar, Guilherme Dahmer, que acompanhou a caminhada de legalização, destaca que a Forster é a primeira agroindústria de mandioca legalizada de Santa Rosa. "Essa formalização permite mais possibilidades de bem-estar à família, procurar mais mercados e agregar valor à produção, sendo que na propriedade são quatro hectares de mandioca", afirma.

Na inauguração estiveram presentes o prefeito em exercício de Santa Rosa, Luís Antônio Benvegnú, o gerente regional da Emater/RS-Ascar Ademir Renato Nedel, o secretário de Desenvolvimento da Infraestrutura Rural, Valmiro Eisen, acompanhado da equipe técnica da Secretaria, o assistente técnico regional, na área de sistemas de produção animal, Jorge Lunardi e integrantes das equipes regional e municipal da Emater/RS-Ascar. Das mãos das lideranças, a família recebeu o certificado de inclusão no PEAF-RS, uma vez que a agroindústria alcançou a legalização fiscal, ambiental e tributária. Com isso, o empreendimento possui também autorização para o uso do Selo Sabor Gaúcho.

O gerente regional da Emater/RS-Ascar, Ademir Renato, destacou a importância da legalização, sendo ela "uma segurança para o produtor de acessar a diferentes mercados e uma garantia de qualidade para quem consome o produto" e reiterou a importância da parceria entre a Instituição e a Prefeitura para viabilizar a permanência das pessoas no meio rural com qualidade de vida. O prefeito em exercício Benvegnú acrescentou que "é no lugar que se vive, que se pode fazer a diferença, construindo assim, a identidade das nossas comunidades, da nossa cidade e do nosso Estado".

No local devem ser produzidos em torno de 50 mil quilos de mandioca descascada e embalada, por ano, além de panificados e futuramente conservas, comercializados em mercados do município e na feira municipal junto ao Mercado Público.


Assessoria de Imprensa da Emater/RS-Ascar - Regional Santa Rosa
Jornalista Deise A. Froelich

Aplicativo

Para instalar no Android, ative a opção para instalação de aplicativos de fontes desconhecidas.

Os aplicativos são disponibilizados por CICLANOHOST


Facebook


Twitter