Produtores de leite, Coopermil e entidades debateram a produção leiteira


Comprometida com o fomento da produção leiteira na região em que atua, a Coopermil promoveu nos meses de junho, julho e agosto, uma série de encontros com produtores de leite para debater assuntos relativos à atividade, abrangendo mais de 55 famílias.

O principal assunto abordado nos encontros referiu-se à Instrução Normativa 62, que tem como objetivo melhorar a qualidade do leite, impactando diretamente o elo produtivo da cadeia.

Conforme o Engenheiro Agrônomo Ernani Thober, Supervisor da Área de Leite da Coopermil, os produtores de leite que atualmente produzem volumes inferiores a 100 litros diários deverão ampliar sua produção para alcançar esta quantidade até o final de julho de 2018, para adequarem-se às exigências de qualidade indicadas pela Instrução Normativa 62. "O compromisso da nossa cooperativa é auxiliar estes produtores a melhorarem seu potencial produtivo para que possam manter-se nesta atividade" destaca Ernani Thober.

A Coopermil ampliou a equipe de profissionais para atender aos produtores de leite associados e clientes, sendo que hoje disponibiliza assistência técnica através de 2 Médicos Veterinários, 1 Engenheiro Agrônomo, 5 Técnicos Agrícolas e ainda, conta com a Assessoria especializada da Transpondo Consultoria, através do Consultor Wagner Beskow.

Também estão sendo realizados trabalhos na Área Experimental da Coopermil, em conjunto com a Área Técnica, no que se refere ao cultivo de pastagens, e ainda, a cooperativa tem promovido eventos técnicos exclusivos para os produtores associados e clientes e incentivado a participação dos produtores em eventos como os Dias de Campo da CCGL.

Estes encontros foram realizados nos municípios de Campina das Missões, Cândido Godói, Senador Salgado Filho, Independência, Ubiretama, Sete de Setembro, Giruá, Guarani das Missões, Porto Vera Cruz, Santo Cristo, Porto Lucena, Santa Rosa, Três de Maio, Novo Machado e Tuparendi.

O evento foi promovido pela Coopermil e contou com o apoio e a participação das Prefeituras, Emater e Sindicatos dos Trabalhadores Rurais destes municípios. "Entendemos que este tema é amplo e deve ser discutido e trabalhado em conjunto com estas entidades, pois todos estão comprometidos com o elo produtivo da cadeia do leite e a permanência na atividade", ressalta Ernani.

 

 

Aline de Mattos
Analista de Marketing

Aplicativo

Para instalar no Android, ative a opção para instalação de aplicativos de fontes desconhecidas.

Os aplicativos são disponibilizados por CICLANOHOST


Facebook


Twitter