Setrem e Sicredi Noroeste lançam o Projeto Cultivando o Futuro 2017


Foi realizado na manhã de ontem, segunda-feira, 07, no Campus da Sociedade Educacional Três de Maio, o lançamento do Projeto Cultivando o Futuro 2017, nesta edição realizado em parceria entre SETREM e SICREDI Noroeste. Alunos, professores e representantes das escolas parceiras prestigiaram a assinatura do convênio de cooperação técnica entre as instituições, através do diretor geral da SETREM, Sandro Ergang, e do presidente do SICREDI Noroeste, Glei Amaro Linhares. Na sequência também foi realizada a assinatura do convênio de realização das atividades, neste ato através da secretária municipal de educação de Três de Maio, Tania Georgi, e do vice-prefeito de Alegria, Elói Bernardo Bohn, estes representando todos os municípios parceiros do Projeto.

Participarão desta edição do Cultivando o Futuro as seguintes escolas: Colégio Estadual Caldas Junior e Escola Municipal Itamarati, de Alegria; Instituto Estadual de Educação Cardeal Pacelli e Escola Estadual de Ensino Fundamental Senador Alberto Pasqualini, de Três de Maio; Escola Municipal de Ensino Fundamental Professor Otalísio Hartemink, de Doutor Mauricio Cardoso; Escola Municipal Papa Pio XII, de Nova Candelária; e Escola Municipal de Ensino Fundamental Rui Barbosa, de São José do Inhacorá, totalizando 257 participantes.

Palestra e atividade lúdica

Após a assinatura dos convênios o docente da área de Tecnologia da Informação (TI) da SETREM, Vinícius da Silveira Serafim, palestrou sobre "O uso das mídias sociais na atualidade". Na sequência, após o lanche oferecido aos visitantes, a atividade foi conduzida no Ginásio do Campus da instituição, local em que o Assessor de Relacionamento do Sicredi Noroeste, Chalimar Ellwanger, realizou atividade lúdica sobre "A expansão do relacionamento".

As atividades do Cultivando o Futuro nas escolas iniciam em 29 de agosto e contemplam várias oficinas temáticas, dentre elas: "Hortifruti vale a pena quando a alma não é pequena"; "Lavoura e pecuária - fique por dentro"; "Derivados de leite, o futuro é agora!" e "Dr. Informática resolvendo os pepinos do seu PC".

O Cultivando o Futuro

O Projeto iniciou em 2004, por demanda da EMEF Nelly Dahne Logemann, de Horizontina, a partir da percepção da origem da maioria de seus estudantes como filhos de agricultores e da necessidade de valorização da atividade agropecuária entre esses jovens. "A proposta foi desenvolver ações e programas capazes de instrumentalizar adolescentes para o uso de novas técnicas e execução de programas na melhoria e diversificação do setor agropecuário, especialmente focado na produção de alimentos e à agricultura familiar sustentável", destaca Ergang.

São mais de 1500 estudantes formandos que participaram do projeto até o ano de 2015. "O Cultivando o Futuro acredita que essas atividades complementam a formação dos jovens e proporcionam um olhar diferenciado e de valorização da agropecuária regional, atividade de grande valor e responsável pela produção dos alimentos que chegam às nossas mesas, fruto do trabalho de famílias que se empenham em oferecer produtos sadios e de qualidade para toda a sociedade", conclui o diretor geral da SETREM.

Aplicativo

Para instalar no Android, ative a opção para instalação de aplicativos de fontes desconhecidas.

Os aplicativos são disponibilizados por CICLANOHOST


Facebook


Twitter