Integração entre países fortalece rotas turísticas das missões jesuíticas


A primeira reunião do Conselho Executivo da Ruta Internacional Jesuítica da América do Sul foi realizada nesta segunda-feira (7), no Tenondé Park Hotel, em São Miguel das Missões, e contou com a participação do governador José Ivo Sartori, do ministro do Turismo, Marx Beltrão, e de representantes do Brasil, Argentina, Paraguai, Uruguai e Bolívia.

O conselho tem por objetivo integrar os 30 povos que congregam as missões jesuíticas - 7 no Brasil, 15 na Argentina e 8 no Paraguai -, para a formação e unificação do projeto 'Circuito Internacional das Missões Jesuíticas e o Caminho das Missões', que pretende resgatar a história e refazer os caminhos percorridos pelos índios e os jesuítas. As missões são reconhecidas como Patrimônio da Humanidade, pela Unesco.

O Brasil, representado pelo Rio Grande do Sul, aderiu ao Acordo de Interesse no dia 13 de julho deste ano, quando o governador Sartori recebeu, no Palácio Piratini, a visita do governador de Itapúa, no Paraguai, Luis Gneiting Dichtiar.

Sartori disse acreditar nessa integração entre os países. "Somos parceiros deste projeto e hoje estamos aqui porque podemos dizer que dentro das possibilidades, nosso governo está trabalhando ativamente no apoio, na qualificação e na promoção da região das Missões. O Mercosul não é apenas uma ferramenta de comércio. É cultura, é arte, é história, é turismo. E essa mobilização dos povos missioneiros é um grande exemplo disso", afirmou.

O governador destacou algumas melhorias que o governo do Estado fez na região, como obras em rodovias, a retomada do voo Porto Alegre/Santo Ângelo e a divulgação das rotas jesuíticas. Sartori também mencionou a 3ª Semana da Cultura do Rio Grande do Sul no Uruguai, que acontece de 22 a 28 de outubro, em Montevidéu.

"Vamos continuar trabalhando conjuntamente para consolidar este projeto e para que as próximas gerações também possam valorizar a história da nação missioneira. O Rio Grande do Sul vive um momento de travessia. Mesmo diante das dificuldades e profundas mudanças estruturais que estamos realizando, nossas raízes e história nos motivam rumo ao futuro que queremos", acrescentou o governador.

Recursos
No encontro, foi assinada a carta de adesão ao Programa Global de Crédito para a Integração Regional dos Países da Bacia do Prata no valor de 100 milhões de dólares, com financiamento do BID. Segundo o ministro do Turismo, esse valor deve ser dividido entre os países para que projetos de infraestrutura e integração das rotas sejam executados.

"Não adianta investir em infraestrutura e não promover os nossos destinos turísticos. Será lançada uma campanha nacional e o Sul será contemplado. Precisamos mostrar nosso roteiro religioso, sua importância para o Brasil, América do Sul e mundo", afirmou o ministro Beltrão.

Reunião do Conselho
Os esforços de cada país para a implementação do projeto, o progresso nas atividades e a criação de uma agenda de encontros foram alguns dos temas da reunião do Conselho Executivo.

O prefeito de Entre-Ijuís e presidente da Associação dos Municípios das Missões (AMM), Brasil Sartori, afirmou que o encontro é muito importante para os cinco países, e que agora o projeto está oficialmente implantado. "Isso demonstra a integração dos povos. Nós, no Brasil, ainda temos muitas coisas a serem feitas pro desenvolvimento da nossa região, mas estamos trabalhando e cobrando questões de infraestrutura, divulgação e sinalização da nossa rota", destacou.

O governador de Itapúa, no Paraguai, Luis Gneiting, lembrou que a consolidação das rotas jesuíticas é um trabalho de muito anos e é uma luta única dos cinco países. "O setor público e a iniciativa privada precisam trabalhar conjuntamente para a inserção e integração da cultura, história e religião dos nossos povos", afirmou.

A próxima reunião do Conselho Executivo deve acontecer entre outubro e novembro, na Bolívia.

Também participaram do encontro, o ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra; o secretário da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer, Victor Hugo; a secretária de Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos, Maria Helena Sartori; os deputados estaduais Eduardo Loureiro e Juvir Costela; os deputados federais Darcísio Perondi e Luiz Carlos Heinze; o prefeito de São Miguel das Missões, Hilário Casarin; o vice-intendente de La Cruz, departamento de Corrientes, Luiz Calomarde; o ministro do Turismo de Missiones, José Maria Arua; o prefeito de San José, na Bolívia, Germain Cavalleiro; o cacique da aldeia Tecoá Coejú, Aniceto Gonçalves; o secretário de Turismo de Florida, Uruguai, José Gervásio Martinez; prefeitos e vereadores da região, além de autoridades e representantes dos cinco países.


Texto: Cassiane Osório, de São Miguel das Missões

Aplicativo

Para instalar no Android, ative a opção para instalação de aplicativos de fontes desconhecidas.

Os aplicativos são disponibilizados por CICLANOHOST


Facebook


Twitter