Cadeia da erva-mate é tema de audiência pública na Câmara dos Deputados


Na última quinta-feira (06/07), a Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara dos Deputados realizou uma audiência pública para debater cultivo, usos e benefícios da erva-mate, planta símbolo da integração dos países do Mercosul e da biodiversidade da Mata Atlântica. Na oportunidade, o engenheiro agrônomo e assistente técnico regional da Emater/RS-Ascar de Passo Fundo, Ilvandro Barreto de Melo, representou a Instituição. A audiência foi realizada no Plenário 08 da Câmara dos Deputados, em Brasília.

Ilvandro Barreto de Melo apresentou, primeiramente, as estimativas do setor no Rio Grande do Sul, tendo por base dados do Fundomate. Esses dados estimam cerca de 14 mil produtores na atividade, com uma produção anual em torno de 292 mil toneladas de folha verde. Entre os desafios da cadeia da erva-mate, apresentados pelo engenheiro agrônomo, estão a busca pela estabilidade da cadeia produtiva e a implantação das boas práticas agrícolas e de fabricação. O fortalecimento dos produtores, das indústrias, a viabilidade financeira e a competitividade do setor também merecem atenção especial, segundo ele.

"A presença continuada da pesquisa, da Extensão Rural, das universidades e das instituições setoriais é fundamental para uma agenda positiva que possa, de maneira racional, estabilizar e dar conforto permanente à cadeia produtiva, através de inovações e desenvolvimento tecnológico", afirmou Melo.

Melo destacou algumas contribuições da Emater/RS-Ascar, como a organização dos produtores por meio do associativismo, o trabalho de certificação, os cursos de boas práticas de fabricação, a Assistência Técnica para a produção por meio de sistemas agroflorestais, entre outros. O Programa Estadual para a Valorização e Qualificação da Erva-Mate também foi apresentado na palestra. "É preciso novar sem perder as raízes históricas, conquistar espaços sem abandonar as origens, e buscar a máxima qualidade sem perder a essência da erva-mate como produto natural", avaliou o engenheiro agrônomo, salientando a importância da rastreabilidade, da certificação e da boa qualidade dos produtos oriundos da erva-mate.

A erva-mate (Ilex paraguariensis) é uma árvore originária da América do Sul bastante consumida em países como Brasil, Paraguai, Argentina, Uruguai, Bolívia e Chile. No requerimento 185/2017, o deputado Heitor Schuch, proponente da audiência pública, destaca que estudos sobre a planta têm revelado inúmeras composições benéficas ao ser humano, além de revelar novos produtos derivados da erva.

Aplicativo

Para instalar no Android, ative a opção para instalação de aplicativos de fontes desconhecidas.

Os aplicativos são disponibilizados por CICLANOHOST


Facebook


Twitter