Coopermil busca soluções para comercialização do trigo gaúcho


A comercialização do trigo tem ocupado espaço de discussões do agronegócio brasileiro. Na última semana, o assunto foi o tema principal de uma reunião promovida pela Regional dos Sindicatos Rurais e Cooperativas Agrícolas de Santa Rosa e região.

Na ocasião, os representantes das organizações citadas discutiram sobre a dificuldade que atinge diretamente os produtores, em especial os gaúchos que produzem o grão e buscam soluções para sua comercialização com preço satisfatório. Detectou-se neste encontro a necessidade de mobilização destas entidades, a exemplo do que vem ocorrendo já há alguns meses, para que junto ao governo federal, seja encaminhada solução para o setor.

A Coopermil, cooperativa que atua hoje em 15 municípios do Noroeste Gaúcho - região que se destaca na produção de trigo - está trabalhando em prol dos agricultores para buscar uma solução conjunta para a questão.

Na quinta-feira, 12 de janeiro, o Presidente Joel Antônio Capeletti esteve em Porto Alegre, participando de uma reunião com o Ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra. "Levamos ao Ministro nossa preocupação e entregamos um documento solicitando que sejam liberados recursos para a AGF - Aquisição do Governo Federal e a manutenção dos leilões PEP e PEPRO, garantindo preço mínimo de R$ 266,00 a tonelada", destacou o Presidente Capeletti.

A pauta apresentada ao Ministro considerou: - a existência de um excedente de 700 mil toneladas de trigo com janela de exportação até 15 de fevereiro deste ano; - a necessidade de estoque de 1 milhão e 200 mil toneladas para abastecimento de moinhos gaúchos; - os mecanismos do governo, pelo baixo prêmio oferecido, não estão atingindo os objetivos esperados; - a falta de aporte de recursos do governo federal para a AGF (Aquisição do Governo Federal); - os produtores podem acessar o prêmio diretamente no, fazendo a entrega do trigo ao comprador no porto, sem exigência do cumprimento do peço mínimo; e por fim, a falta de comercialização está eixando represado o montante de R$ 70 milhões que poderiam circular na geração de novas riquezas para a região.

Durante o encontro, o Ministro Osmar Terra garantiu que ainda no final deste mês de janeiro, deverá acontecer uma nova reunião na capital gaúcha, com a presença do Ministro da Agricultura Blairo Maggi, com a finalidade de buscar soluções para a problemática da comercialização do trigo. Para tanto, o Presidente da Coopermil Joel Capeletti,  desde já comenta que é necessário a união das forças cooperativas (Cotrirosa, Comtul, entre outras da região) e sindicais (Regional Santa Rosa) para a defesa dos produtores do grão. "Vamos somar esforços, cooperativas e sindicatos, para defender nossos agricultores, produtores de trigo", comenta o Presidente. A nova reunião acontecerá até final do mês de janeiro, em data a ser confirmada pelo ministério do Desenvolvimento Social e Agrário.

Aplicativo

Para instalar no Android, ative a opção para instalação de aplicativos de fontes desconhecidas.

Os aplicativos são disponibilizados por CICLANOHOST


Facebook


Twitter