Grêmio perde mando de campo da final da Copa do Brasil por invasão de Carol Portaluppi


O Superior Tribunal de Justiça Desportiva, o STJD, decidiu punir o Grêmio com a perda do mando de campo do segundo jogo da final da Copa do Brasil, marcado para o próximo dia 30 diante do Atlético Mineiro. A decisão, tomada nesta quarta-feira é resultado da invasão de campo de Carol Portaluppi, filha do técnico gremista, Renato Gaúcho após o anúncio do término do jogo semifinal da Copa do Brasil.

O time gaúcho foi enquadrado no artigo 213, inciso II do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) por "deixar de prevenir e reprimir invasão de campo ou local da disputa do evento".

O caso foi levado ao STJD porque o árbitro Thiago Duarte Peixoto relatou na sumula da partida que Carol Portaluppi adentrou área restrita à comissão técnica do Grêmio nos minutos finais do duelo semifinal, quando o jogo estava 0 a 0, placar que garantia a classificação dos gaúchos à decisão da competição.

Aplicativo

Para instalar no Android, ative a opção para instalação de aplicativos de fontes desconhecidas.

Os aplicativos são disponibilizados por CICLANOHOST


Facebook


Twitter