Unidades de Referência qualificam trabalho de conservação de solos no Noroeste gaúcho


O trabalho de melhoria do manejo e da conservação de solos na região de Santa Rosa recebe um importante reforço com a implantação de unidades de referência em propriedades rurais, acompanhadas pela Emater/RS-Ascar, com apoio de diferentes entidades. Os resultados das ações de assistência técnica nestas unidades devem servir de referência para a geração de dados e realização de eventos para divulgação de informações que podem ser interessantes para implantação em outras propriedades dos municípios.   
O assistente técnico regional da Emater/RS-Ascar, na área de Manejo de Recursos Naturais, engenheiro agrônomo Fernando Dornelles Fagundes, explica que a implantação destas unidades tem como proposta central servir de ferramenta de trabalho, para a extensão rural desenvolver ações no campo, com agricultores e lideranças, visando à conservação do solo e da água, através do emprego de um conjunto de práticas conservacionistas.
Há unidades de referências, assistidas por extensionistas da Emater/RS-Ascar, nas propriedades das famílias de Luís Fernando Spies (Campina das Missões), Cornélio Mumbach (Cerro Largo), Valdir Basso (Vitória das Missões), Tassiano Reginato, Adair Zalamena e Estefano Cappellari (Tuparendi), Rafael Rosso (Horizontina), José Armando Cambri (Giruá), Volmei Reffatti (Tucunduva), Paulo André Hentz (Roque Gonzales), Júnior Brandalise (Doutor Maurício Cardoso), José Danilo Adams (Mato Queimado), José Francisco Bigolin (Santo Antônio das Missões), Marilze Cassol (Independência), Claudio Krulikowski (Sete de Setembro) e Félix Sartor (Três de Maio). Devem ser implantadas também, nos próximos meses, unidades de referência em Porto Mauá e Santo Ângelo.
Estimulados pela possibilidade de otimizar recursos, ampliar a produtividade e, consequentemente, a renda, outros produtores da região também tem investido em práticas conservacionistas de solo. Ao longo de 2016, até o momento, aproximadamente 800 produtores da região já receberam assistência da Emater/RS-Ascar em atividades como terraceamento, uso de plantas recuperadoras, lotação de animais controlada na integração lavoura-pecuária, descompactação do solo e correção da acidez, fertilidade e adubação, perfazendo uma área aproximada de 6 mil hectares.
No RS foi instituída a Política Estadual de Conservação do Solo e da Água. Conheça outra ações que estão sendo desenvolvidas no Estado no site http://www.soloeagua.rs.gov.br/inicial.  

Aplicativo

Para instalar no Android, ative a opção para instalação de aplicativos de fontes desconhecidas.

Os aplicativos são disponibilizados por CICLANOHOST


Facebook


Twitter