Por reajuste salarial e manutenção de plano de saúde, funcionários dos correios do Estado entram em greve


Começou nesta quinta-feira (15) a greve dos trabalhadores dos Correios no Rio Grande do Sul. A decisão da categoria foi tomada durante a noite passada, em assembleia realizada na Igreja Pompéia, em Porto Alegre. As duas bases do sindicato da classe entraram na greve, que deve afetar todo o Estado. 

Trabalhadores dos Correios em Santa Catarina, Minas Gerais, Ceará, Piauí e Sergipe também aderiram ao movimento.

A ação dos servidores deve afetar principalmente a parte de entregas. No entanto, ainda não há reflexos do movimento para a população. 

As principais reivindicações do Sindicato dos Trabalhadores de Correios e Telégrafos do Rio Grande do Sul (Sintect-RS) são o reajuste salarial, manutenção do plano de saúde e a contratação por concurso público. Ontem, foi negada a oferta de 9% oferecida pela empresa. A greve também tem como objetivo manifestar repúdio à terceirização dos serviços.

Segundo informações, dois terços dos funcionários do Estado aceitaram a proposta de 9% e continuam trabalhando normalmente. 
Em Três de Maio, a equipe dos Correios segue trabalhando e atendendo normalmente.

Aplicativo

Para instalar no Android, ative a opção para instalação de aplicativos de fontes desconhecidas.

Os aplicativos são disponibilizados por CICLANOHOST


Facebook


Twitter