Emater/RS-Ascar acompanha e orienta gestão de propriedades rurais da região de Santa Rosa


Percebendo a necessidade de uma visão holística sobre os empreendimentos rurais, extensionistas da Emater/RS-Ascar da região de Santa Rosa se preparam e discutem estratégias para a execução do Programa de Gestão Sustentável da Agricultura Familiar, coordenado pela Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR), e desenvolvido de forma integrada à Política Estadual de Assistência Técnica e Extensão Rural no Estado do Rio Grande do Sul (Peaters) e ao Programa Estadual de Assistência Técnica e Extensão Rural Social no Estado do Rio Grande do Sul (Proaters). Por meio deste programa, famílias receberão acompanhamento da assistência técnica, de forma continuada e gratuita em todo o Estado, sendo 1.820 famílias nos 45 municípios de abrangência da Emater/RS-Ascar da região de Santa Rosa.  

Em um primeiro momento, foram discutidas estratégias estaduais e regionais. Extensionistas de 15 pontos da região reuniram-se nesta sexta-feira (05/08), no auditório da Cotrirosa, em Santa Rosa, para discutir as estratégias em seus municípios. Também há reuniões previstas ainda para o mês de agosto, com a mesma pauta, nos municípios pertencentes às microrregiões de São Luiz Gonzaga e Santo Ângelo.

O assistente técnico regional da Emater/RS-Ascar, na área de Manejo de Recursos Naturais, Marco André Junges, que auxilia na coordenação do programa na região, esclarece que a proposta central é promover a gestão, de modo a atender as esferas socioeconômica e ambiental das propriedades rurais familiares, abrangendo todas as atividades desenvolvidas. "O monitoramento da execução do programa será permanente e o período de vigência é de quatro anos. Neste tempo a intenção é capacitar 1.230 técnicos, sensibilizar 40 mil produtores e elaborar e implantar 20 mil planos de gestão das propriedades em 495 municípios do Estado", esclarece Junges. Na região de Santa Rosa, a proposta é capacitar 90 técnicos das áreas social e econômica e sensibilizar 3.644 famílias, elaborando 1.820 planos de gestão entre 2016 e 2019. Também serão implantadas 90 unidades de referência de trabalho apenas na região.

O gerente regional da Emater/RS-Ascar, Flávio Fagonde, também destaca a importância da geração de informações e resultados a partir do desenvolvimento do programa, que irão contribuir para qualificar e ampliar o trabalho na área de gestão na região, com uma visão metódica, organizada e sistêmica. "O trabalho será realizado de forma responsável e comprometida, colocando à disposição da família assistência nas diferentes áreas de atuação da Emater", comenta o assistente técnico regional, na área de Manejo de Sistema Animal, Ivar Kreutz, que também contribui na coordenação do programa na região.

Também participaram do encontro, os assistentes técnicos regionais, na área social, Vanessa Gnoatto, na área de produção vegetal, Gilmar Vione e de supervisão, Ancila Altmann.

O trabalho junto às propriedades será realizado em três etapas que contemplam basicamente o diagnóstico produtivo, elaboração e pactuação do plano de gestão e posterior execução do plano a curto, médio e longo prazo. Entre os resultados esperados estão o aumento da renda na propriedade, a ampliação de área com práticas conservacionistas, a promoção do acesso a bens, serviços e políticas públicas e produção de pelo menos dez produtos para autoconsumo na propriedade. Também receberão atenção especial propriedades geridas por mulheres e jovens, que possuam agroindústria, produção orgânica e implantarem fontes de energias alternativas.

Aplicativo

Para instalar no Android, ative a opção para instalação de aplicativos de fontes desconhecidas.

Os aplicativos são disponibilizados por CICLANOHOST


Facebook


Twitter