Aumenta número de pedidos de Recuperação Judicial em Santa Rosa


Depois que empresas de grande porte recorreram ao procedimento, a Recuperação Judicial passou a ser menos temida pelos empresários. Segundo a sócia e gestora da área de reestruturação empresarial e recuperação judicial da Scalzilli.fmv Advogados e Associados, Gabriele Chimelo, a medida vem sendo mais adotada justamente porque o perfil das empresas em dificuldade mudou. Ela explica que a conjuntura econômica colaborou para que as companhias entrassem em crise. "Para uma organização ser afetada tão rapidamente por uma crise externa é porque internamente possuía muitos gaps de gestão, e isso se agrava muito quando o mercado deixa de colaborar", esclarece.
De acordo com o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, em Santa Rosa, o número de empresas que recorreu ao procedimento no 1º semestre de 2016 já se igualou a quantidade de solicitações feitas durante todo o ano de 2015. O município, localizado na região noroeste do Estado, é conhecido como "Berço Nacional da Soja", tendo sua economia baseada na agropecuária e na indústria metal mecânico. No Rio Grande do Sul, houve um crescimento de 20,41% no número de pedidos de recuperação judicial.
Segundo a advogada especialista, a recuperação judicial, na maioria dos casos, deve ser o último caminho, em função do seu curto e do engessamento de negociações com credores. Antes de decidir por recorrer ao processo, Gabriela explica que é essencial encontrar o problema para buscar o "remédio ideal" a fim de minimizar o impacto da crise.

Aplicativo

Para instalar no Android, ative a opção para instalação de aplicativos de fontes desconhecidas.

Os aplicativos são disponibilizados por CICLANOHOST


Facebook


Twitter