Instalação de agroindústria Familiar é incentivada em Alegria


A Emater/RS-Ascar tem intensificado o trabalho de apoio e estímulo à agroindustrialização em Alegria, no Noroeste do Estado. A proposta é contribuir para um avanço significativo da agroindústria familiar no município, através da capacitação das pessoas diretamente envolvidas, em relação à construção de políticas públicas locais de apoio para a instalação física e para a legalização e funcionamento, além de oferecer assessoria para a comercialização da produção.
Inicialmente foi realizado levantamento sobre a demanda em relação à atividade, sendo que 18 famílias apresentaram interesse e participaram da articulação com o Poder Público local, entidades e instituições. Nas reuniões, realizadas nos dias 08, 22 e 28 de junho, foram definidos os pilares de ação do grupo (capacitação, instalação, legalização e comercialização) e incluída uma proposta de alteração da Lei Municipal nº 1.210/09, entregue à Prefeitura, visando contemplar o segmento Agroindústria Familiar. O grupo também protocolou solicitação para que o município manifeste o interesse à Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária e Irrigação (Seapi) em se habilitar ao Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial, Familiar, Artesanal e de Pequeno Porte (Susaf) e atender aos requisitos, visando garantir a comercialização dos produtos da agroindústria familiar de Alegria em todo o Estado.
Para atender ao pilar da capacitação, está firmado um acordo de cooperação entre Emater/RS-Ascar e Sicredi, através do qual as famílias subsidiadas serão encaminhadas ao Centro de Formação da Emater/RS-Ascar de Bom Progresso (Cetreb), para realizar cursos de 40 horas em boas práticas de fabricação, laticínios (derivados de leite), embutidos (carnes de suínos e aves), gestão de agroindústrias e gestão da produção de leite.
A produção atual de panificados da Agroindústria "Delícias da Lu", instalada no Distrito de Espírito Santo, por exemplo, já garante emprego para duas pessoas da família e mais dois empregos diretos, além de promover a circulação de diversos outros produtos e serviços no seu entorno. "Assim, considerando que se tivermos 20 agroindústrias familiares no município, teremos a possibilidade de gerar mais de 50 empregos diretos e dezenas de indiretos, contribuindo para a permanência da população no meio rural, com emprego, renda e qualidade de vida", observa o extensionista da Emater/RS-Ascar, Arlindo José Moura de Almeida. Ele também destaca que a Emater/RS-Ascar está à disposição para esclarecimentos sobre o tema e reconhece que, das diferentes fases de geração de renda, historicamente o processamento e a comercialização direta aos consumidores têm agregado mais valor.

Aplicativo

Para instalar no Android, ative a opção para instalação de aplicativos de fontes desconhecidas.

Os aplicativos são disponibilizados por CICLANOHOST


Facebook


Twitter