Baixo índice de confiança do setor varejista regional, aponta pesquisa da UNIJUÍ


Os acadêmicos da disciplina de Administração Empreendedora do Curso de Administração da Unijuí, com o apoio do Laboratório de Gestão, realizaram nos meses de maio e junho de 2016 uma pesquisa com 172 empresários do setor varejista nos municípios de Santa Rosa, Três de Maio, Horizontina e Santo Cristo com o objetivo de identificar o grau de confiança que os empresários possuem em relação às suas atividades.
De acordo com o professor Luciano Zamberlan, coordenador da pesquisa, o Índice de Confiança do Empresário Varejista (ICEV) é um indicador de antecedência uti­lizado para previsão do nível de atividade de uma economia, neste caso, no setor de varejo. "Empresários confiantes tendem a aumentar o investimento em aquisição de mercadoria, melhorias no ambiente de loja e aumento na contratação de pessoal para atender o esperado crescimento na demanda. Para a composição deste índice considera-se o sentimento do empresário através de questões que avaliam as condições atuais e as expectativas futuras de sua própria empresa, do setor de atividade ao qual está inserida e da economia brasileira de uma forma geral. Obtidas tais informações, os índices são ponderados e cria-se um indicador geral de confiança que varia de zero a 100 pontos. Valores acima de 50 pontos indicam empresários confiantes", explica Luciano.

ICEV Junho/2016 Dezembro/2015 Diferença
CONDIÇÕES ATUAIS 39,5 42,9 -3,4
Economia Brasileira 20,0 25,4 -5,4
Setor de Atividade 36,3 39,7 -3,5
Empresa 48,3 50,9 -2,6
EXPECTATIVAS 58,3 60,6 -2,4
Economia Brasileira 47,5 44,6 2,9
Setor de Atividade 55,0 55,8 -0,8
Empresa 64,0 69,2 -5,2
ÍNDICE GERAL 52,0 54,7 -2,7
 
A partir dos dados obtidos junto de empresários varejistas dos quatro municípios pesquisados, as condições atuais (economia brasileira, setor de atividade e empresa) obtiveram 39,5 pontos, e as expectativas para os próximos seis meses (economia brasileira, setor de atividade e empresa) 58,3 pontos. O índice geral foi de 52 pontos, o que se caracteriza como o menor indicador desde que o ICEV foi criado em 2007. Em comparação com o indicador obtido no final de 2015, a queda foi de 2,7 pontos.
Apesar da redução deste índice, os empresários ainda se mostram confiantes, pois Índice Geral se manteve superior aos 50 pontos. O ICEV de 52 pontos foi obtido pelo fato dos empresários terem Expectativas Futuras de melhora para os próximos seis meses. Porém, na avaliação das Condições Atuais, no qual se questionou sobre a situação atual, em comparação com seis meses atrás, da Economia Brasileira, do Setor de Atividade e da própria Empresa, todos os índices ficaram abaixo de 50 pontos. O indicador que apresentou o menor valor foi o das Condições Atuais da Economia Brasileira, com 18,6 pontos em uma escala que vai de zero a 100.
Além da confiança, os empreendedores varejistas foram questionados a respeito das principais necessidades de capacitação que tinham para que pudessem melhorar a gestão de suas empresas. Os acadêmicos Eliseu Ivo Sauerssig, Emerson Pohl e Márcio Lourenço da Silva Júnior sistematizaram os dados coletados e identificaram 39 carências dos empresários a partir da pesquisa. O aspecto mais citado diz respeito ao Atendimento ao Cliente, tendo sido mencionado por 45,3% dos empresários pesquisados, seguido de Gestão Financeira da empresa (29,1%) e Técnicas de Vendas (28,5%). A seguir estão listadas as 15 áreas apontadas pelos entrevistados como sendo as mais carentes em termos de qualificação para a gestão de seus negócios no varejo:
 
ORD. CAPACITAÇÃO RESP. %
1 Atendimento ao Cliente 78 45,3
2 Gestão Financeira 50 29,1
3 Técnicas de Vendas 49 28,5
4 Planejamento Estratégico 42 24,4
5 Crédito e cobrança 41 23,8
6 Fluxo de Caixa 39 22,7
7 Gestão de estoques 34 19,8
8 Gestão de Pessoas 32 18,6
9 Marketing 31 18,0
10 Promoção de vendas 30 17,4
11 Propaganda e Publicidade 29 16,9
12 Tendências no varejo 28 16,3
13 Liderança e motivação 27 15,7
14 Técnicas de negociação 26 15,1
15 Prevenção de Perdas 26 15,1
 

Aplicativo

Para instalar no Android, ative a opção para instalação de aplicativos de fontes desconhecidas.

Os aplicativos são disponibilizados por CICLANOHOST


Facebook


Twitter