CPFL Energia anuncia acordo para a compra da AES Sul


A CPFL Energia, maior grupo privado do setor elétrico brasileiro, anuncia acordo com o grupo americano The AES Corporation para a aquisição da AES Sul.
 
A AES Sul é uma concessionária que atua em 118 cidades das regiões Metropolitana de Porto Alegre e Centro-Oeste do Rio Grande do Sul, fornecendo energia para 1,3 milhão de clientes, com consumo de 8,8 mil GWh ao final de 2015 - os clientes residenciais e comerciais representam aproximadamente 44% do volume. A sua área de concessão é contígua à da RGE, distribuidora do Grupo CPFL no Estado.
 
Com a operação, a CPFL Energia amplia sua presença no segmento de distribuição de energia no Brasil, consolidando a sua posição de liderança neste mercado. Hoje, o Grupo detém market share de 13,0% do mercado nacional de distribuição, fornecendo energia para 7,8 milhões de consumidores em 571 municípios nos Estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Paraná e Minas Gerais por meio de oito concessionárias. Com a compra da AES Sul, o seu market share neste mercado alcançará 14,3%.
 
Após a conclusão do negócio, a CPFL Energia será responsável por fornecer energia para 382 dos 497 munícipios do Rio Grande do Sul, consolidando a sua posição de parceiro para o desenvolvimento socioeconômico do Estado. Essa parceria já vem desde 2001, com a construção das hidrelétricas Foz do Chapecó, Barra Grande e as do Complexo Ceran e, mais recentemente, com a implementação de parques eólicos da CPFL Renováveis.
 
"O acordo para a compra da AES Sul está em linha com a nossa estratégia de crescer no setor de distribuição, capturando ganhos de escala para as nossas operações e criando valor para os nossos stakeholders", afirma o presidente da CPFL Energia, Wilson Ferreira Junior. A compra da AES Sul marca a quarta aquisição do Grupo no setor de distribuição nos últimos 10 anos. Anteriormente, a companhia havia comprado a própria RGE (2006), a CPFL Santa Cruz (2006) e a CPFL Jaguariúna (2007), essas duas últimas localizadas no interior de São Paulo.
 
O Grupo irá pagar à AES Corp. o valor de R$ 1,403 bilhão pela totalidade das ações da AES Sul, que será acrescido de um montante de R$ 295,455 milhões referente a um aumento de capital realizado pela AES Corp. na concessionária gaúcha, totalizando R$ 1,698 bilhão. A transação também está sujeita a ajustes de capital de giro e dívida líquida em até 45 dias do fechamento do negócio.
 
A conclusão do negócio entre a CPFL Energia e a AES Corp. para a compra da AES Sul depende de aprovação prévia da Aneel, do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), dentre outros, incluindo credores da AES Sul.
 

Aplicativo

Para instalar no Android, ative a opção para instalação de aplicativos de fontes desconhecidas.

Os aplicativos são disponibilizados por CICLANOHOST


Facebook


Twitter