Custos de Produção mantém queda nos preços em maio, aponta Farsul


O Índice de Inflação dos Custos de Produção (IICP) acumula uma deflação de -1,34% em 2016. Maio registrou a quarta queda consecutiva do indicador, fechando em -0,60%. O mês é, historicamente, o de maior redução nos preços dos fertilizantes e que foi acentuada por influência da taxa cambial. O resultado confirma ser este o melhor período para a compra de insumos. Os dados estão no Relatório do IICP e IIPR divulgados nesta terça-feira pela Assessoria Econômica do Sistema Farsul
Nos últimos 12 meses, o IICP atingiu 6,09%, uma diferença de -1,5% do acumulado em abril. Somente neste ano, os fertilizantes apresentam uma queda de 19% nos preços. Mas a retração não atinge os agroquímicos que se mantêm em alta. Já o Índice de Inflação dos Preços Recebidos pelo Produtor (IIPR) teve uma alta de 2,25% em Maio em relação ao mês anterior. Os principais responsáveis pelo resultado positivo foram o Trigo (5%), Soja (3%), Milho (3%) e Arroz (1%). As principais baixas foram as carnes de Frango (-2%) e Suíno (-1%).
No ano, o IIPR acumula 2,6%, enquanto o IPCA Alimentos registra alta de 6,61%. A diferença entre os indicadores se dá pela taxa de câmbio e faz com que tenham trajetórias diferentes, comprovando novamente que não há relação entre o preço pago ao produtor e o praticado ao consumidor.

Aplicativo

Para instalar no Android, ative a opção para instalação de aplicativos de fontes desconhecidas.

Os aplicativos são disponibilizados por CICLANOHOST


Facebook


Twitter