Deputado Federal Osmar Terra cotado para assumir Ministério do Desenvolvimento Social


O vice-presidente Michel Temer escolheu o deputado Osmar Terra (PMDB-RS) para o Ministério do Desenvolvimento Social, responsável pelo programa Bolsa Família, conforme antecipou a coluna Panorama Político. Nas negociações para a formação do primeiro escalão do governo, a pasta entrou na cota da bancada do PMDB da Câmara, que antes ocupava os ministérios da Saúde e de Ciência e Tecnologia. Já o advogado Antônio Mariz de Oliveira, que chegou a ser cogitado para a Justiça, deverá ir para o Ministério da Defesa.

Na noite de terça-feira, Temer recebeu no Palácio do Jaburu o líder da bancada, Leonardo Picciani (RJ), a quem comunicou que os ministérios que hoje são de indicação do grupo, o da Saúde e o de Ciência e Tecnologia, serão entregues ao PP e, provavelmente, ao PRB, respectivamente. Além do Desenvolvimento Social, o vice estuda oferecer um segundo ministério de pequeno porte, mas que tenha alguma capilaridade, para complementar a cota dos peemedebistas.

Segundo relatos, Picciani teria alertado o vice-presidente que a mudança poderia provocar uma "rebelião" entre os deputados. O líder argumenta que a bancada do PMDB é maior em número que a do PP, que tem 47 deputados e acertou com Temer o comando dos ministérios da Saúde e da Agricultura e ainda o controle da Caixa Econômica Federal.

Em resposta, o vice afirmou que haverá "outras formas" de atender a bancada e que é preciso ter calma neste momento. Temer defendeu que é hora de o PMDB ceder espaços a outras legendas, já que tem no Congresso os dois cargos mais importantes, com a presidência da Câmara e do Senado, e passará a ter, caso a presidente Dilma Rousseff seja afastada na próxima semana, a presidência da República.

Aplicativo

Para instalar no Android, ative a opção para instalação de aplicativos de fontes desconhecidas.

Os aplicativos são disponibilizados por CICLANOHOST


Facebook


Twitter