Caso Odilaine: primeiro dia de reconstituição teve participação de 5 testemunhas e apresentou divergências


O primeiro dia da reconstituição da morte da mãe do menino Bernardo em Três Passos, na terça-feira, foi marcada por divergências entre as testemunhas. Cinco pessoas participaram da chamada Reprodução Simulada dos Fatos. Todas são testemunhas do ocorrido em 2010, dentro do consultório do médico Leandro Boldrini, quando Odilaine Uglione foi encontrada morta com um tiro na cabeça. Boldrini estava no local.
 
As divergências das testemunhas ficaram concentradas no momento do disparo que atingiu a cabeça de Odilaine: se ele ocorreu antes de Leandro deixar a sala correndo ou depois. O advogado da família de Odilaine, Marlon Taborda, afirma que houve divergências nos relatos. Ele acredita que são relatos importantes e interessantes de serem analisados.

Nesta quarta-feira ocorre o segundo e último dia da reconstituição, quando mais seis testemunhas vão participar, além do médico Leandro Boldrini. Entre as testemunhas estará Andressa Wagner, então secretária do médico. Os trabalhos recomeçaram a partir das 8h30min e devem ter continuidade até as 18h.


Fonte: Rádio Alto Uruguai
Postado por Lucas Mumbach

Aplicativo

Para instalar no Android, ative a opção para instalação de aplicativos de fontes desconhecidas.

Os aplicativos são disponibilizados por CICLANOHOST


Facebook


Twitter